Cabrito estonado

Para quem gosta de cabrito e também de leitão, tem aqui o prato ideal. Porquê? Junta o melhor desses mundos. Prove o cabrito estonado.

Não é uma receita comum e requer algum preceito, mas o cabrito estonado à moda de Oleiros vale claramente a pena! De facto implica cuidado na escolha e seleção dos ingredientes, e na própria confeção, a vários níveis, mas para quem quer cativar está aqui o caminho.

A referência ao leitão deve-se a este cabrito estonado ter, contra todas as previsões, uma pele altamente crocante e deliciosa, que se torna irresistível. Alvo de múltiplas possibilidades de acompanhamentos, conforme manifestamos nas nossas notas, é um manjar que não deve perder.

INGREDIENTES  1x2x3x

  • 1 cabrito estonado (veja as dicas no final da receita)
  • 1 cabeça de dentes de alho
  • 1 colher de sopa de pimentão doce
  • 250 g de banha
  • 300 ml de vinho branco
  • qb sal
  • qb pimenta

PREPARAÇÃO 

  • Faça uma pasta com o alho, o pimentão doce, a banha, o vinho branco, o sal e a pimenta.
  • Barre o cabrito com a pasta por dentro e por fora.
  • Coloque o cabrito num tabuleiro de ir ao forno.
  • Tenha o cuidado de colocar um desnível no tabuleiro para que o cabrito não contacte com o molho (veja a nossa sugestão nas notas).
  • Leve a assar em forno bem quente, tendo o cuidado de virar o cabrito quando um dos lados estiver tostado.
  • Sirva com os acompanhamentos sugeridos nas notas.

DICAS

  • Certifique-se que o cabrito foi rapidamente estonado após ter sido morto. Ou seja, que foi imediatamente escaldado em água a ferver, tendo o seu pelo sido retirado com as mãos e em seguida raspado com uma faca.
  • O cabrito a utilizar não deve ter mais de um mês e meio.
  • A pele do cabrito não deve estar rompida. Este é o segredo para que fique crocante e estaladiça.
  • Não devem decorrer mais de 24 horas desde o momento em que o cabrito é estonado e a sua confeção.
  • O desnível referido no tabuleiro pode ser feito com pau de loureiro.
  • Acompanhe com batatas assadas e legumes a gosto.
  • Os miúdos do cabrito podem servir para fazer um belo arroz de acompanhamento.

Fonte; https://ruralea.com/

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo